Ah, América!   
      

Que espera é essa?
Na cidade.
Apaguem as luzes.
Que sabor é esse?
De mulheres e de homens.
Afaguem a mão.
Que sonho é esse?
Gosto de corpo.
Já esqueci.
Das mulheres e dos homens.
É a vida. É a morte. Liberdade.
Que hora é essa?
Anoitece.
Na cidade.
Esqueci de novo.

"E a muitos outros, que a mão de Deus levou."

Ouro Preto 31/07/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]