pedra de gelo   
      

Há um icebergzinho de tristeza
Fora do mar de mim, só uma pontinha.
Logo abaixo, junto de baleias, também tristes,
tem o resto.

E que resto!

Que irrita, atiça, provoca.

Não sei se é a tensão do novo.
Ou sobra de gosto amargo do velho.

Pedra de gelo que trava.
Dificulta letras, palavrinhas, emoções.

Tudo estranho demais.

Ou desvio, ou mergulho de cabeça.

Vamos esperar um pouco mais, vida.

SP 31/01/02
Jean Boëchat





| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]