cold blood  
      

não me peça
não me implore

para sublimar

não me mande
não me force

para sufocar

não me provoque
não me atice

para assassinar
não me invoque
não me proteja

para estabilizar

não me destrua
não me mate

porque eu não desisto assim, tão fácil.

SP 29/07/08
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]