dia cai   
      

dia cai


os meninos dançam,
como se nada mais existisse.


nem eu aqui do lado


São só uns poucos passos:
- para ser criança de novo
- para ser livre, para sempre
- para deixar o coração bater, sem medo.


Todas essas pessoas, e alguém aqui liga para poesia?


Não sei mais.
Eu olhei para você,
te (d)escrevi, e nada.

Diamantina 27/07/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]