a espera do fim do sol   
      

O que é prata pedra vai 'ourivescendo'.
E assim, espero pelos diamantes.


No fim do Sol, no tudo meu.

Do ponto mais alto,
as igrejas, as mulheres e os homens, algumas nuvens.


Do fundo,
minhas poucas palavras e o inefável.


Diamantina 26/07/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]