uma cidade, um dia de junho  
      

uma cidade
para corações apertados
para solidões recolhidas
em um dia de junho.

uma cidade
para palavras perdidas
para caminhos errados
em um dia de junho.

uma cidade
para a voz embargada
para os adjetivos pobres
eu num dia de junho.

uma cidade, uma cidade
um dia de junho, um sonho escondido
uma certeza absoluta cheia de dúvidas
um vento atravessado, um estado de luta
um contorno vazio, um estrago perfeito
uma cidade, um estado, um dia de junho

Paris 22/06/08
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]