sobrevôo   
      

avião
estrada azul
de céu de mar
caminho até o outro lado

com toda a segurança
hora de te ver
não tem máscara de oxigênio
emudecer

enfrentar tanta turbulência
da busca de beijo
um toque, então
vou tremer

as mãos
a certeza

tomar cuidado para não cair

aperto os cintos
eu não sei seu sabor
é chocolate? é amor certeiro?
o serviço de bordo demorou

na janela
objeto identificado
meu reflexo aflito,
intacto de você

voando em tempo
a tempo de chegar
semideus de asas tortas
não sei que drible vou dar.

SP 20/09/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]