tarde, noite   
      

tarde, noite
e que tipo de pergunta é essa?

querer saber desejos de qualquer um?

ele quer só sexo sexo sexo
fazer o que? é tarde, noite.
e que tipo de pergunta é essa?

é qualquer uma, é qualquer uma

tarde, noite
ela precisa muito de um cigarro
pra queimar leve, tenso, no tempo da curiosidade.

tempo de querer saber:
de suas trelas, pequena, de suas trelas

invasão de privacidades: te pegar com pé no chão.

tarde, noite
vai pegar uma gripe, mocinha assim:

rebola como havaina, pé no chão!
me diz, o que tem nesse copo de coca? pecados?

que tipo de pergunta é essa?
sem nexo.

é qualquer uma, é qualquer uma

é tarde, é noite, e eu só quero algumas palavras

para fazer da poesia um travesseiro,
encostar meu sono pesado, apagar as mazelas
de ontem e sonhar. até amanhã.

SP 18/05/04
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]