caçador de cores   
      

Vou procurar cores na cidade cinza
Para pintar todo esse desejo escondido
De mar, de álcool, do seu simples passar

Vou atrás do azul, do laranja e do amarelo
Para fazer ondas, pôr-de-sol e felicidades
De céu, de nuvem, de sorvete de fruta

Vou correr pelo vermelho
Para lambuzar de fogo minha vida
De ar, de mata, de um olhar perdido apenas

Vou tatear cego, os matizes
Para enternecer todos meus anseios
De ti, teu corpo, tua alma, tua cidade.


SP 17/08/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]