hum   
      


Papo de mudo:
tu sabe o que eu quero
eu sei o que tu quer
Mão, muita mão.

De novo. Ai.
Aí não.
Bem leve, perfeito, é isso sim.

Gota de chuva,
derrete, esparrama.

Salta de volta,
bambeia, treme.

Gosta de chuva?
Repete, me clama.

Toque de cego
tateia, explora.
Sabendo querer,
tudo tem, vem.

De novo, vai.
Aqui bem.
Leve, perfeito, de novo, assim.

Tu em mim.

SP 16/06/00
Jean Boëchat




| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]