sem sentido   
      

palavra
fonte da tristeza
o que não devia ser dito
ser ouvido, sem sentido

palavra
peito aberto, sem certeza
o que não devia ser feito
ser vivido, sem sentido

pauto a vida
traço retas
pulo passos
faço curvas
para não voltar ao coração : maluco de remédio

palavra
fato da beleza
o que não devia ser

sem sentido
é a sua volta

SP 16/01/02
Jean Boëchat





| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]