cegueira   
      

olha pra mim
olha

me encara de frente
me afunda nos olhos

eu mergulhei lá do alto,
você viu?

me viu caindo?

olha pra mim
olha, vai

me enfrenta uma vez
me afunda nos olhos

eu abri o peito com faca
botei pra fora todos os órgãos
não deixei nem coração

olha pra mim
olha, agora

me deteste, que seja
me afunda os olhos

eu marquei teu nome nas pedras
batizei um navio, uma estrela, uma criança
você viu?

me vê falando?

olha pra mim
olha

me enxerga sem conclusão.

SP 13/09/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]