algum dia de julho   
      


Eu posso ser tudo,
ou nada.

Posso ser,
o que você quiser.

Mas não sou.

Sou aquilo que é.

Sou aquilo, o que é? Ser.

SP 07/00
Jean Boëchat







| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]