circular   
      

a ciranda da vida
dá outra volta
dá outra volta

carrossel de cores
dá outra volta
dá outra volta

o teu corpo nu girando girando girando
dá outra volta, vai

o planeta tonto
dá outra volta
dá outra volta
a roda do tempo
dá outra volta
dá outra volta

o teu corpo nu girando girando branca e rosa
dá outra volta pra mim
a cabeça em sonho
dá outra volta
dá outra volta

a certeza em tudo
dá outra volta
dá outra volta

o teu corpo nu girando girando linda e prosa
dá outra volta, assim

a casa aberta
dá outra volta
dá outra volta

fronteiras de partida
dá outra volta
dá outra volta

o teu corpo nu girando nos meus braços
dá outra volta, enfim




SP 08/04/02
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]