tão quanto  
   

que ela leia filmes
que ela veja sonhos
que ela drop tears
que no mundo se sinta tão sozinha quanto eu

que ela escreva castelos
que ela torneie desejos
que ela can take care of me
que no mundo se sinta tão exclusiva quanto eu

que ela perca temas
que ela tenha tempos
que ela could play games
que no mundo se sinta tão excluída quanto eu

que ela diagrame frases
que ela pranteie pontes
que ela follow the path
que no mundo se sinta tão partida quanto eu

que ela abandone meias
que ela despenteie livros
que ela will never forget
que no mundo se sinta tão bússola quanto eu

que ela navegue travesseiros
que ela construa ventos
que ela singing in the rain
que no mundo se sinta tão perversa quanto eu

que ela exploda poesia
que ela mergulhe interiores
que ela playing in love
que no mundo se sinta tão eu, quanto minha.

mesmo que saiba que nunca será.

SP 06/11/06
Jean Boëchat
Ilustração: Haydee Uekubo


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]