a chuva cai   
      


eles olham pela janela.
olham para a mesma chuva.
vêem os mesmos desejos escorrendo sobre o vidro.

não é a mesma chuva?
é o mesmo desejo?

não sei.

eles apenas olham.

o dia se fez noite. uma luz se acendeu.
faz-se rijo o velho sonho.
se embebedar de chuva,
de paz, de gozo.

silêncio escuro.

a chuva cai.
a mesma chuva.

para eles:
- a liga perfeita;
- o movimento certeiro;
- a cadência das máquinas;
- o instantâneo único.

deixar a chuva cair
e o corpo molhar.

SP 05/02/01
Jean Boëchat




| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]