guerra   
      

Apresentaram as armas, a batalha.
Todos os soldados tremem,
inclusive o capitão.

O inimigo olha,
o inimigo espreita.

O inimigo não perde tempo,
provoca, irrita, aponta o canhão.

Capitão reza calado.
E os soldados tremem.
Apresentaram as armas, a batalha.

Nas fileiras cresce coragem.
Cresce raiva, tristeza e fome.
Levantam a bandeira e a altivez.

Apresentaram as armas, uns de um lado, outros do outro.

Apresentaram as armas, o embate.

No fim não sombraram moços. Nem o capitão.
Só generais e políticos.

Foi-se embora a guerra.
Foi-se embora a vida.
Foi-se embora a altivez.

Solo salgado em maldição e sangue.

Apresentaram as armas, fim dos homens.


BH 04/08/01
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]