versão   
      

pensando agora em meu travesseiro
enquanto o relógio corre e nada acontece

lembranças de passado
ficam para trás
como recordações em caixas de sapato

as vezes, voltam
as vezes, andam
as vezes, chamam
as vezes, tristes

dizendo: vá devagar
enquanto o relógio corre e nada acontece

pedaços de fotografia
olhares na janela
escorre chuva
é noite é frio e só

imagino, tudo bem, sempre

dizendo: vá devagar
enquanto o carro corre e nada acontece

procure
ache
caia
mergulhe

enquanto o tempo corre e nada acontece

espere
encontre
caia
mergulhe

enquanto o tempo corre e algo acontece

SP 02/06/04
Jean Boëchat


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]