Se eu fosse uma lágrima   
      


Hoje meu cérebro derreteu. Mariana me mandou desligar. Desliguei. Literalmente.

Então, mamãe achou essa pérola. Aqui vai:

"Se eu fosse uma lágrima"

Se eu fosse uma lágrima,
choraria se precisasse na hora da tristeza e da alegria,
por tudo que faz a gente chorar.
Acho que lágrimas também choram.
O maior inimigo da lágrima é o lenço. Ele enxuga-as e as lágrimas morrem.
Por que morrer?

Elas morrem? Esta é a dúvida.

O maior amigo da lágrima é chuva, muito companheira.
Dizem que no Egito, anos atrás, um feiticeiro fez um homem virar água.
Sua mulher, uma pessoa muito boa, começou a chorar... no primeiro pingo, fez ele sobreviver.
Na verdade uma lágrima lembra essa lenda.
Eu nasci de uma menina que começou a chorar e eu apareci.
Na verdade sabe o que eu acho? Eu acho que uma lágrima não morre, ela seca mas não morre.

Aí ela secou, mas não morreu.

SP 25/03/83
Jean Boëchat




| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]