espirais   
      

Faço tudo ao mesmo tempo,
Despedaço e escureço,
Desdobro a cama para você sentar,
Reencontro velhos amigos.
Ilusionismos recentes, para que servem?

E para que servem estas palavras,
Senão para contar a mentira
Em que você acredita?

Ar pesado do meio-dia, luz opaca na calçada,
A moça cobre a cabeça da criança.
Carinho de mãe.

Abrir rocambole com o lado da colher
É como desmontar relógios de Dali,
Retomar caminho perdido,
Entender o tempo,
Novelo de átomos, idéias esparramadas,
Sabor doce-de-leite.


RJ 01/09/01
Mariana Newlands


| anterior | Índice | próxima |


©Mariana Newlands e Jean Boëchat [ Todos os direitos reservados ]